“Justicia social” es el término para reclamar cualquier cosa a que no tengamos derecho.

(“Justiça social” é o termo para reivindicar qualquer coisa a que não tenhamos direito.)

 

La libertad es derecho a ser diferente; la igualdad es prohibición de serlo.

(A liberdade é o direito a ser diferente, a igualdade é a proibição de sê-lo.)

 

Para corromper al individuo basta enseñarle a llamar derechos sus anhelos personales y abusos los derechos ajenos.

(Para corromper o indivíduo basta ensiná-lo a chamar ‘direitos’ os seus desejos pessoais e ‘abusos’ os direitos alheios.)

 

Donde no sea consuetudinario, el derecho se convierte fácilmente en simple arma política.

(Onde não seja consuetudinário, o direito se converte facilmente em mera arma política.)

 

Reformar la sociedad por medio de leyes es el sueño del ciudadano incauto y el preámbulo discreto de toda tiranía.

La ley es forma jurídica de la costumbre o atropello a la libertad.

(Reformar a sociedade mediante leis é o sonho do cidadão incauto e o preâmbulo discreto de toda tirania.

A lei é forma jurídica do costume ou abuso contra a liberdade.)

 

 

2 Responses to Aforismos Jurídicos de Nicolás Gómez Dávila (Parte I)

  1. Goméz Dávila é excelente, só não sei de onde tiraram que “liberalismo” jurídico é algo a se aplaudir. Basta ver o significado âmbito penal, por exemplo: o garantismo penal, de cariz marxista, é absolutamente liberal. O único direito palatável é o direito natural, o resto é arbitrariedade.

    • Odinei Draeger disse:

      Olá Fernando, é um blog de estudos das duas coisas. Ninguém está comprometido com qualquer visão de mundo ou ideologia particular, pelo menos não de forma definitiva. Agradecemos seu comentário. Um abraço.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>